Tolerância e Intolerância no Cristianismo

DEGOLADOS POR NÃO “DEIXAR A FÉ DE LADO”

A ILUSÃO ANTROPOCÊNTRICA DE QUE EXISTE ALGUM “ESTADO LAICO”

Vivemos em uma nação em que todos os que roubam e matam são “vítimas da sociedade” e não devem ser privados de suas liberdades porque “cadeia só piora” a condição dessas pessoas…
Por outro lado, qualquer um que não se adeque aos moldes da degradação generalizada que vertiginosamente abraça a sociedade se torna INTOLERANTE e, por isso, merece ir — olha que curioso! — para a cadeia!
Sem dúvida alguma, estamos vivendo tempos bastante difíceis… e VAI PIORAR.

Âmbito Espiritual

Felizmente para alguns — e infelizmente para outros — a base da fé cristã é sempre clara e sólida, não permitindo dúvida ou concessão:

“Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; NINGUÉM VEM AO PAI, SENÃO POR MIM.”
(João 14:6)

Ao contrário da tradução constante na versão católica, se buscarmos os textos gregos originais podemos verificar que ao usar o termo “vem”, Jesus Cristo tanto se assume como o próprio Deus quanto, ao mesmo tempo, traz sobre si a maior de todas as responsabilidades da história da humanidade,excluindo qualquer possibilidade, por mínima que seja, de que quaisquer outros caminhos ESPIRITUAIS possam sequer chegar perto de ser uma forma válida de acesso ao verdadeiro Deus… sad but true!

Para complicar um pouco mais a questão, em uma ocasião anterior já havia deixado bem claro que a “política do vai quem quer” não funciona no modelo cristão:

NINGUÉM PODE VIR A MIM, SE O PAI QUE ME ENVIOU NÃO O TROUXER; e eu o ressuscitarei no último dia.”
(João 6:44)

Levando em conta que na Bíblia a vida orgânica é distinta da vida espiritual, isso acaba tornando muitos, até mesmo um bom número dos que se dizem “cristãos” — sejam evangélicos, sejam católicos — em um verdadeiro “peso morto”:

“Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? E em teu nome não expulsamos demônios? E em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade.”
(Mateus 7:21–23)

Somemos a isso a passagem que desconstrói qualquer pretensão de aplicar o conceito de meritocracia no âmbito espiritual:

“Porque PELA GRAÇA SOIS SALVOS, por meio da fé; e isto NÃO VEM DE VÓS, é dom de Deus. Não vem das obras, PARA QUE NINGUÉM SE GLORIE.”
 (Efésios 2:8–9)

E uma outra referência acerca do único caminho válido tanto para o acesso quanto para a prática da única fé considerada válida e genuína:

“Mas nem todos têm obedecido ao evangelho; pois Isaías diz: Senhor, quem creu na nossa pregação? De sorte que A FÉ É PELO OUVIR, E O OUVIR PELA PALAVRA DE DEUS.”
(Romanos 10:16–17)

Isto posto, podemos concluir que a fé cristã existe em contrariedade a muitos dos conceitos simplistas arduamente implementados pela humanidade no decorrer dos anos, pois ao mesmo tempo que permite o acesso de qualquer um — independente de nacionalidade, etnia ou classe social — é absolutamente explícita e rígida em seus preceitos, excluindo não apenas a qualquer um que esteja deliberadamente fora dela, mas também e até mesmo muitos dos que declaram estar dentro!!
Ou seja:

O CRISTIANISMO É ABSOLUTAMENTE INCLUSIVO AO EXCLUIR TODO E QUALQUER UM QUE NÃO O SIGA DE ACORDO COM OS PRECEITOS BÍBLICOS.

Notem que isso é aplicável apenas à vida espiritual e em relação à salvação, pois, sem se contradizer, a Bíblia instrui quem for capaz de seguí-la a no…

Âmbito Social

Levar uma vida completamente pacífica e tolerante, tratando com normalidade e respeitosamente a todos aqueles que não forem cristãos e, surpreendentemente (para alguns), JULGANDO e SE AFASTANDO de alguns que se afirmam como cristãos:

“Já por carta vos tenho escrito, que não vos associeis com os que se prostituem; Isto NÃO QUER DIZER ABSOLUTAMENTE COM OS DEVASSOS DESTE MUNDO, ou com os avarentos, ou com os roubadores, ou com os idólatras; PORQUE ENTÃO VOS SERIA NECESSÁRIO SAIR DO MUNDO. Mas agora vos escrevi que NÃO VOS ASSOCIEIS COM AQUELE QUE, DIZENDO-SE IRMÃO, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; COM O TAL NEM AINDA COMAIS.”
(1 Coríntios 5:9–11)

E ainda:

“Comei de tudo quanto se vende no açougue, sem perguntar nada, por causa da consciência. Porque a terra é do Senhor e toda a sua plenitude.
E, se algum dos infiéis vos convidar, e quiserdes ir, comei de tudo o que se puser diante de vós, sem nada perguntar, por causa da consciência.
Mas, se alguém vos disser: Isto foi sacrificado aos ídolos, não comais, por causa daquele que vos advertiu e por causa da consciência;
porque a terra é do Senhor, e toda a sua plenitude.”
(1 Coríntios 10:25–28)

Nessa segunda passagem há apenas um alerta espiritual: se você tiver consciência de que algo é parte de um culto prestado a outro deus, então ao tomar parte (ou consumir) estará aquiescendo e, mesmo que indiretamente, também se curvando (prestando culto) a essa outra entidade… e sobre isso não há duvida:

“Não terás outros deuses diante de mim. Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.”
(Êxodo 20:3–5)

Enfim, esquivando-se de prestar qualquer culto a qualquer outro deus, basta ao cristão seguir sua vida praticando o bem sempre que possível e, acima de tudo, nunca negando sua fé:

“Se for possível, quanto estiver em vós, TENDE PAZ COM TODOS OS HOMENS. Não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira, porque está escrito: Minha é a vingança; eu recompensarei, diz o Senhor.”
(Romanos 12:18–19)

Na pior das hipóteses, se a conversa se tornar em discussão com uma pessoa em estado de absoluta rebelião contra Deus e (tudo o que Ele inspirou homens a registrar em) Sua Palavra, há o conselho final:

“Ao homem herege, depois de uma e outra admoestação, EVITA-O, sabendo que esse tal está pervertido, e peca, estando já em si mesmo condenado.”
(Tito 3:10–11)

Infelizmente muitos “cristãos” desconhecem absolutamente tal passagem e, querendo FORÇAR SUA PERSPECTIVA, acabam se prestando ao papel de intolerantes, ofensores e criadores de conflito.
No final das contas, isso só serve para denegrir o verdadeiro evangelho… e infelizmente temos testemunhado alguns pregadores famosos atuando dessa forma arrogante, tornando-os, a despeito de toda a sua fama, nos piores detratores da fé que professam.

O Problema

É que a Palavra de Deus também é profética e em hipótese alguma pode deixar de se cumprir:

“Porque haverá então grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco há de haver.”
(Mateus 24:21)

E ainda descreve algumas características dessa época:

“Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos.
Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela.
Destes AFASTA-TE.
Porque deste número são os que se introduzem pelas casas, e levam cativas mulheres néscias carregadas de pecados, levadas de várias concupiscências; que aprendem sempre, e nunca podem chegar ao conhecimento da verdade.”
(2 Timóteo 3:1–7)

No decorrer da história, o mal veio cuidadosamente preparando o caminho para seu florescimento:

  • implantou modelos educacionais que promovem a ignorância e a rebeldia;
    travestiu o deliberado culto a demônios sob o manto da “cultura”;
  • aplicou técnicas avançadas para transformar em canais de possessão coisas que deveriam ser mero entretenimento e, é claro;
  • não deixou de semear muitos de seus servos dentro das próprias empresas eclesiásticas, cultivando todo tipo de deturpação doutrinária imaginável.

Enfim, chegamos a um tempo onde não se pode mais chamar o mal de mal porque tudo foi relativizado, todas as depravações foram igualadas às características e / ou falhas congênitas, tornando seus praticantes em “minorias” e qualquer um que deles discordar em “intolerante”: é arriscado o simples fato de se condenar a prática (pecado) porque temos uma sociedade tão burra e vitimista que logo se diz estar havendo a condenação do praticante (pecador)…

Ora, a Bíblia não deixa dúvidas sobre como deve proceder o cristão:

“Mas a fornicação, e toda a impureza ou avareza, nem ainda se nomeie entre vós, como convém a santos; nem torpezas, nem parvoíces, nem chocarrices, que não convêm; mas antes, ações de graças.
Porque bem sabeis isto: que nenhum devasso, ou impuro, ou avarento, o qual é idólatra, tem herança no reino de Cristo e de Deus.
Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência.
Portanto, NÃO SEJAIS SEUS COMPANHEIROS.”
(Efésios 5:3–7)

Um pouco a frente:

“E NÃO COMUNIQUEIS com as obras infrutuosas das trevas, mas antes condenai-as. Porque o que eles fazem em oculto até dizê-lo é torpe.”
(Efésios 5:11–12)

E ainda mais:

“Todo aquele que prevarica, e não persevera na doutrina de Cristo, não tem a Deus. Quem persevera na doutrina de Cristo, esse tem tanto ao Pai como ao Filho. 
Se alguém vem ter convosco, e não traz esta doutrina, NÃO O RECEBAIS EM CASA, NEM tampouco O SAUDEIS.
Porque QUEM O SAÚDA TEM PARTE NAS SUAS MÁS OBRAS.”
(2 João 1:9–11)

Notem que não estou falando de nenhuma prática em específico, mas a doutrina da separação não tem exceções: identificou o pecado ou o culto a outros deuses? SE AFASTE!!!
Notem bem que não se manda confrontar, constranger, discutir… agredir e qualquer um que se preste a tais atos está simplesmente demonstrando completo desconhecimento da fé que diz seguir.
Pior ainda: estas pessoas que imaginam estar defendendo a fé através dessa forma e, algumas vezes, até mesmo usando da violência acabam, na realidade, contrariando e envergonhando o verdadeiro evangelho, preparando uma verdadeira armadilha que vai ser mortal aos verdadeiros cristãos… e isso em um futuro não tão distante!

Teoria x Prática

Em 06/11/2016 ocorreu, no Brasil, o chamado ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio), cuja nota obtida vai qualificar o estudante em seu acesso ao ensino superior e, a partir disso, a todo o seu futuro. São dois dias de exame e há, inclusive, a necessidade de uma redação cujo tema é escolhido dentre as possíveis questões atuais e relevantes no país.
Na edição deste ano, o tema OBRIGATÓRIO (não há opção) foi “Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil” e isso foi suficiente para se iniciar muitas manifestações abertas de aversão ao cristianismo, não apenas por parte dos que professam outras religiões, mas especialmente por aqueles que optaram em praticar abertamente aquilo que os cristãos qualificam como “pecado”.

Levando em conta que a maior parte da imprensa promove o viés das cartilhas vermelhas, foi o estopim para uma série de matérias dramáticas e acusatórias como se houvesse uma segunda inquisição acontecendo no país, porém o que me fez escrever todo esse artigo foi uma matéria absolutamente tendenciosa publicada pelo site UOL em sua seção de educação:


É engraçado notar que mais uma vez o Estado, supostamente laico, através de diversos canais, vem “cozinhando” a sociedade para aceitar sem espanto nem revolta os eventos chave para o cumprimento das profecias registradas na Bíblia, a começar pelo grande incentivo ao uso obrigatório da BIOMETRIA — tema que abordei detalhadamente no passado — e agora, através de uma “inocente” redação onde, o simples fato de estarmos expondo a manobra já faz com que alguns se manifestem da forma abaixo:

“Mas, se ainda o nosso evangelho está encoberto, para os que se perdem está encoberto. Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus.” (2 Coríntios 4:3–4)

Para que se entenda o peso que esse “simples” ato de “deixar a fé de lado” tem na vida de um cristão é necessário que recorramos e conheçamos a Bíblia, onde se lê algo que certamente vai surpreender boa parte dos que foram adestrados a pensar no Senhor Jesus Cristo como um pacificador banana:

“Portanto, qualquer que me confessar diante dos homens, eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus.
Mas QUALQUER QUE ME NEGAR diante dos homens, EU O NEGAREI também diante de meu Pai, que está nos céus.
Não cuideis que vim trazer a paz à terra; não vim trazer paz, mas espada…”
(Mateus 10:32–34)

Então, lembrando o início desse texto, além do cristianismo ser um “clube” altamente restritivo, os “sócios” têm obrigações que, apesar de simples, são bastante sólidas: o ATO DE NEGAR A CRISTO pode se dar tanto de forma direta — ao se “deixar de lado a fé” — quanto indireta, confrontando o que Ele disse acerca de ser O (único) CAMINHO e, em nome de uma sociedade mais pacífica ou seja lá o que o diabo esteja planejando, começar a considerar que Ele pudesse estar errado, ou que possam existir outros caminhos…
A partir do momento em que sua bondade e suas boas intenções entram em conflito com a Palavra, já há definição para que não restem dúvidas:

“Há um caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele são os caminhos da morte.”
(Provérbios 14:12)

Além disso:

“Como está escrito: Não há um justo, nem um sequer. Não há ninguém que entenda; Não há ninguém que busque a Deus. Todos se extraviaram, e juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só.”
(Romanos 3:10–12)

E ainda:

“Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço. Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim.”
(Romanos 7:19–20)

Será que essas passagens são suficientes para esclarecer a um cristão que a partir do momento que qualquer “bem” que ele deseje praticar entrar em conflito com a Palavra de Deus… aquilo se torna um mal?
Sem dúvida que é uma conclusão dura e de difícil aceitação — especialmente por aqueles que não são cristãos —, mas eu, ao escrever este texto, não tenho opção além de falar apenas A VERDADE que, por sinal, também é uma das coisas que Cristo assumiu ser…

Deixar a Fé de Lado: Desdobramentos e Consequências

Há uma passagem profética bastante séria acerca de uma das bestas apocalípticas para a qual alguns podem necessitar de explicações:

“E vi subir da terra outra besta, e tinha dois chifres semelhantes aos de um cordeiro; e falava como o dragão.
E exerce todo o poder da primeira besta na sua presença, e faz que a terra e os que nela habitam adorem a primeira besta, cuja chaga mortal fora curada.
E faz grandes sinais, de maneira que até fogo faz descer do céu à terra, à vista dos homens. E engana os que habitam na terra com sinais que lhe foi permitido que fizesse em presença da besta, dizendo aos que habitam na terra que fizessem uma imagem à besta que recebera a ferida da espada e vivia.
E foi-lhe concedido que desse espírito à imagem da besta, para que também a imagem da besta falasse, e fizesse que fossem mortos todos os que não adorassem a imagem da besta.
E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas, para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome.”
(Apocalipse 13:11–17)

Bem, vou tentar simplificar e resumir o que está escrito acima e deve acontecer daqui a algum tempo:
Vão surgir pessoas — sim, gente aparentemente como nós! — que farão coisas absolutamente fantásticas, a começar por uma ressurreição e envolvendo muitos, mas muitos sinais e milagres que vão deslumbrar TODA A HUMANIDADE… exceto aqueles chatos que não arredam o pé do papinho sobre o “velho” Deus judaico e “um tal” de Jesus Cristo.
Tudo indica que haverá um movimento de unificação em torno desses indivíduos a partir de algum item que será vivificado — isso mesmo, ganhará vida exatamente como em alguns desenhos animados, tipo os utensílios de “A Bela e A Fera” da Disney — e não vai haver tolerância para quem não adorar esse treco: é pena de morte sumária!

A partir desse consenso em torno da adoção mundial ao “transformer”, será imposto um sinal bastante específico — só nas mãos direitas e nas testas — que dará acesso ao trabalho, ao salário e aos negócios: não haverá espaço para “espertinhos”, ou seja, um cristão genuíno NUNCA poderá aceitar a marca… nem sob o pretexto da sobrevivência, pois ela implica diretamente em “deixar a fé de lado”, ou seja, negar completa e indubitavelmente ao Senhor Deus!
A coisa é tão séria que o próprio Deus inspirou essa recomendação:

“E seguiu-os o terceiro anjo, dizendo com grande voz:
Se alguém adorar a besta, e a sua imagem, e receber o sinal na sua testa, ou na sua mão, também este beberá do vinho da ira de Deus, que se deitou, não misturado, no cálice da sua ira; e será atormentado com fogo e enxofre diante dos santos anjos e diante do Cordeiro.
E a fumaça do seu tormento sobe para todo o sempre; e não têm repouso nem de dia nem de noite os que adoram a besta e a sua imagem, e aquele que receber o sinal do seu nome.”
(Apocalipse 14:9–11)

Queridos… a coisa é muito, mas MUITO SÉRIA mesmo!!!
Se você, jovem cristão, hoje é tentado (senão obrigado) pelo “Estado laico” a “deixar sua fé de lado” em prol de “ajudar quem sofre intolerância” e garantir o simples acesso aos cursos de nível superior, imagine o nível de pressão que será feito quando for imposto que se adore à encarnação do deus deste século?!?
Não tenho dúvida que tais atrocidades serão impostas em nome da TOLERÂNCIA, da SEGURANÇA e, especialmente, da PAZ!

“Porque vós mesmos sabeis muito bem que O DIA DO SENHOR VIRÁ COMO O LADRÃO DE NOITE;
Pois que, quando disserem: HÁ PAZ E SEGURANÇA, então lhes SOBREVIRÁ REPENTINA DESTRUIÇÃO, como as dores de parto àquela que está grávida, e de modo nenhum escaparão.”
(1 Tessalonicenses 5:2–3)

A nós, os loucos inconvenientes e burros que não vão “deixar a fé de lado” para viver em um “mundo melhor” e que aceitaremos ser mortos por causa disso, há importantes e reveladoras profecias:

“E ouvi uma voz do céu, que me dizia: Escreve:
Bem-aventurados os mortos que desde agora morrem no Senhor. Sim, diz o Espírito, para que descansem dos seus trabalhos, e as suas obras os seguem.”
(Apocalipse 14:13)

e também

“E vi tronos; e assentaram-se sobre eles, e foi-lhes dado o poder de julgar; e vi as almas daqueles que FORAM DEGOLADOS pelo testemunho de Jesus, e pela palavra de Deus, e que NÃO ADORARAM A BESTA, NEM A SUA IMAGEM, e NÃO RECEBERAM O SINAL EM SUAS TESTAS NEM EM SUAS MÃOS;
e viveram, e reinaram com Cristo durante mil anos…”
(Apocalipse 20:4)

Então, queridos, não somos loucos quando nos recusamos a “deixar a fé de lado” e devemos estar prontos para ser ridicularizados, preteridos, prejudicados… esses serão os males menores!
Quem não se calar em relação a Cristo tem profecia dita por Ele próprio:

“E sereis até conduzidos à presença dos governadores, e dos reis, por causa de mim, para lhes servir de testemunho a eles, e aos gentios.
Mas, quando vos entregarem, não vos dê cuidado como, ou o que haveis de falar, porque naquela mesma hora vos será ministrado o que haveis de dizer. Porque não sois vós quem falará, mas o Espírito de vosso Pai é que fala em vós.
E o irmão entregará à morte o irmão, e o pai o filho; e os filhos se levantarão contra os pais, e os matarão.
E ODIADOS DE TODOS SEREIS POR CAUSA DO MEU NOME;
mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo.”
(Mateus 10:18–22)

E porventura já não estamos sendo odiados?!?
Já não estamos sendo perseguidos quando nos descobrem em desacordo com o modelo vigente do POLITICAMENTE CORRETO?!?
Então, explicando o subtítulo deste artigo, a humanidade e seus governantes anseiam se livrar da influência de Deus desde muito antigamente! Essa “novidade” é velha o suficiente para ter sido registrada no livro de Salmos:

“Por que se amotinam os gentios, e os povos imaginam coisas vãs?
OS REIS DA TERRA SE LEVANTAM e OS GOVERNOS CONSULTAM JUNTAMENTE CONTRA O SENHOR E CONTRA O SEU UNGIDO, dizendo:
Rompamos as suas ataduras, e sacudamos de nós as suas cordas.
Aquele que habita nos céus se rirá; o Senhor zombará deles.
Então lhes falará na sua ira, e no seu furor os turbará.”
(Salmos 2:1–5)

A única consequência possível de se implementar um “Estado laico” de acordo com o ancestral desejo dos que estão em rebelião contra o Deus judaico-cristão… é a criação de um estado completamente satânico e letal:

“Porque o que me achar, achará a vida, e alcançará o favor do SENHOR. Mas o que pecar contra mim violentará a sua própria alma; TODOS OS QUE ME ODEIAM AMAM A MORTE.”
(Provérbios 8:35–36)

Creio que este artigo seria falho se não deixasse bem explícito o destino de TODOS os que, em desacordo e rebelião, tramam contra o Criador. Os tais não são poucos e sua causa perdurará o suficiente… até que seja promovido um “levante final”:

“E subiram sobre a largura da terra, e cercaram o arraial dos santos e a cidade amada; e de Deus desceu fogo, do céu, e os devorou.
E o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde estão a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados para todo o sempre.
E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo.
Esta é a segunda morte.
E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo.”
(Apocalipse 20:9–10 / 14–15)

CREIO que deva FINALIZAR falando a vocês sobre minhas próprias expectativas sobre o futuro… não para “fazer drama” ou muito menos para entristecê-los: 
Nos dias de hoje há tantos sendo assassinados pela violência generalizada, desde o trânsito até as “vítimas da sociedade”; fora os que contraem doenças cuja origem é estranha e suspeita… há várias formas d’O Senhor me levar para junto d’Ele, mas oro para, se nenhum acidente estúpido ou nada disso ocorrer, apenas conseguir sorrir no momento da degola, pouco antes de vê-lO pessoalmente.

Não é triunfalismo, não é utopia… é promessa feita a todos os que foram chamados para servir ao Senhor Jesus Cristo:

“Em verdade, em verdade vos digo que, se alguém guardar a minha palavra, NUNCA VERÁ A MORTE.”
(João 8:51)

E você… conhece seu Deus ou é tolerante para “deixar a fé de lado”?


LINK ENCURTADO PARA ESSE TEXTO:
bit.ly/intolerantes

2 comentários sobre “Tolerância e Intolerância no Cristianismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.