fbpx

PEQUENO EPISÓDIO ESTRANHO NO LINKEDIN

Tem­po esti­ma­do de lei­tu­ra : 9 min

Após haver tra­ba­lha­do lou­ca­men­te por seis meses, deci­di que não me fará mal uma reco­lo­ca­ção no mer­ca­do pro­fis­si­o­nal e tenho usa­do o Lin­ke­dIn para me ilu­dir e decep­ci­o­nar, pois minhas can­di­da­tu­ras à pou­cas ofer­tas que fize­ram meu cora­ção pal­pi­tar foram sole­ne­men­te igno­ra­das… sem nem uma men­sa­gem de “vimos” ou “nem olha­mos” seu currículo !

A ques­tão é que tam­bém sur­gem mui­tos con­vi­tes para novas cone­xões e, assim como no Face­bo­ok, não tenho mui­to a escon­der e cos­tu­mo acei­tar a mai­o­ria das pes­so­as que este­jam den­tro de algum con­tex­to no qual eu tam­bém este­ja envol­vi­do.
Só que este domin­go rece­bi um con­vi­te incomum :

O que um geren­te de ban­co em Lon­dres iria que­rer comi­go?!?
Pior, para dra­ma­ti­zar ain­da mais, dei­xou a seguin­te men­sa­gem na cai­xa postal :

Pen­sei bem e, como não tenho nada a per­der, deci­di res­pon­der… vai que ele esti­ves­se pre­ci­san­do de um asses­sor lá na Euro­pa, não é mesmo ?

Oi,
Não estou mui­to con­fi­an­te com este con­ta­to, mas pre­ci­so saber o que você pode­ria que­rer falar comi­go…
Por favor, sem ane­xos e sem links, diga-me o que eu pode­ria fazer por você.
Aten­ci­o­sa­men­te,
Geo­va­ne Souza

Admi­to que pode­ria ter sido menos rís­pi­do, mas ando tão sem paci­ên­cia para bes­tei­ra que essas foram as úni­cas pala­vras que con­se­gui for­mu­lar.
Depois de ter envi­a­do fiquei ima­gi­nan­do o quão indig­na­do um ver­da­dei­ro lor­de inglês pode­ria ficar ao rece­ber tama­nho des­ca­so de um negui­nho — tudo bem, negão — bra­si­lei­ro : se fos­se algo de bom eu pode­ria ter pos­to tudo a perder…

Mas pare­ce que minha fri­e­za não espan­tou o “Sir” Ben­nett e ele edu­ca­da­men­te res­pon­deu e expli­cou seus objetivos :

Gen­te!!! Isso não é his­to­ri­nha para boi dor­mir?!?
Pri­mei­ro que “Sou­za” só per­de — se é que per­de — para “Sil­va” em ter­mo de nome ordi­ná­rio aqui na Banâ­nia : um dos dias mais frus­tran­tes de minha vida foi quan­do des­co­bri que “Geo­va­ne” equi­va­le a “João” em ita­li­a­no, pois ter cons­ci­ên­cia de que “Geo­va­ne Sou­za” não pas­sa de um “João Sil­va” — ou seja, qua­se um “John Doe” — melho­ra­do… foi bas­tan­te decepcionante !

Depois esse his­to­ri­nha sobre os mais de 4 milhões de libras que o Sr. Guer­ra Sou­za, cida­dão do “meu país”, dei­xou à deri­va quan­do mor­reu no ter­re­mo­to do Japão em 2011… tá pare­cen­do papo de pre­si­diá­rio dizen­do que você foi sor­te­a­do com um car­ro do Faustão !

Enfim, um geren­te que fos­se éti­co não iria bus­car um “Sou­za” qual­quer do Bra­sil para pro­por uma movi­men­ta­ção, no míni­mo, inde­vi­da… isso che­ga a ser imo­ral e se esse Rus­sell não for um gol­pis­ta, deve­ria ser demi­ti­do quan­do sou­bes­sem que anda fazen­do pro­pos­tas des­se tipo a estra­nhos !
Indig­na­do, deci­di responder :

Oh, real­men­te sin­to mui­to por isso, mas eu não tenho (esta­va ira­do e engo­li o “ don’t have”) nenhum tipo de rela­ci­o­na­men­to — não é meu fami­li­ar, não é meu ami­go … — com o Sr. Guer­ra Sou­za e nun­ca pode­ria rece­ber nada dele.
Sou um cris­tão que vive uma vida em bus­ca da ver­da­de e, mes­mo por um valor abu­si­vo de dinhei­ro, nun­ca pode­ria men­tir ou con­cor­dar com qual­quer “mudan­ça sus­pei­ta dos fatos”.
Boa sor­te com sua bus­ca e Deus te aben­çoe se isso for real, mas … se não… espe­ro que Ele colo­que Suas mãos sobre você e, você sabe, Ele é amor, mas tam­bém é jus­ti­ça arden­te.
Cum­pri­men­tos !

E aí ?
Deve­ria ter dado linha para saber o quão lon­ge essa cri­a­tu­ra iria ?
E se fos­se ver­da­de, será que mover dinhei­ro alheio não me tor­na­ria tão cor­rup­to, ladrão e sujo quan­to os polí­ti­cos brasileiros ?

Nada na minha vida veio fácil e o pou­co que tenho foi (e con­ti­nua sen­do) con­quis­ta­do com mui­to esfor­ço : é difí­cil, mas é jus­to e me per­mi­te dor­mir na mais abso­lu­ta paz !
Notem que não estou recu­san­do rece­ber mais de 4 milhões de libras que algum de vocês quei­ra me doar, mas se qui­ser fazer o bem, a mim ou a qual­quer outra pes­soa, por favor… faça direito !

Vale mais ter um bom nome do que mui­tas rique­zas ; e o ser esti­ma­do é melhor do que a rique­za e o ouro.

É melhor comer um peda­ço de pão seco, ten­do paz de espí­ri­to, do que ter um ban­que­te numa casa cheia de brigas.

(Pro­vér­bi­os 22:117:1)

Obri­ga­do pela atenção.

Me dá um “joi­nha”?
Gos­tou ? Me aju­de compartilhando…

Geovane Souza

Já fiz e faço tantas coisas que só criando um site para concentrar e apresentar essa variedade.

>
Creative Commons License
Except where otherwise noted, GeovaneSou, Eu Mesmo by Geovane Souza is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.