O Circunvoltear da Humanidade

… ACASO NÃO SOMOS HOMENS?

Não caminharás com quatro patas, essa é a Lei.
Não sorverás a bebida, essa é a Lei.
Não comerás carne nem peixe, essa é a Lei.
Não caçarás outros homens, essa é a Lei… acaso não somos homens?

A Ilha do Dr. Moreau — H. G. Wells (1896)
Continuar lendo “O Circunvoltear da Humanidade”
Nhoque Cenográfico

O Nhoque Das Ilusões Perdidas

FAVOR NÃO PROMETER MENTIRAS!

Estou sonhando com um bom gnocchi — vulgo “nhoque” — recheado desde o dia dos pais.
Minha esposa se esforçou e até me levou para realizar a vontade no maior shopping da cidade, mas o máximo que encontramos foi uma versão comum: sem dúvida que estava bom, mas… comum, sem recheio.

Continuar lendo “O Nhoque Das Ilusões Perdidas”
Stranger things

Não Se Desespere: Nós Vamos Falhar!

UMA VISÃO CENTRADA DA HUMANIDADE, SUA HISTÓRIA E FUTURO

Numa perspectiva 100% bíblica, o Senhor Jesus Cristo não retornará para um mundo que O esteja aguardando ansiosamente e de braços abertos, com uma humanidade cheia de fé, civilizada, pacífica e desenvolvida numa estrutura global em pleno e perfeito funcionamento… a profecia registrada não passa nem perto disso!

Porque vós mesmos sabeis muito bem que o dia do Senhor virá como o ladrão de noite;
Pois que, quando disserem: Há paz e segurança, então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida, e de modo nenhum escaparão.

1 Tessalonicenses 5:2–3
Continuar lendo “Não Se Desespere: Nós Vamos Falhar!”
Tá fácil assim?

Assim Como A Água…

DEVANEIOS SOBRE MULHERES

Tracei um paralelo entre as mulheres e a água e eventualmente retorno a essa ideia desde minha adolescência: quanto mais vivo e conheço o sexo oposto, mais o conceito se firma!

Pode servir também para as mulheres em relação aos homens, desde que se façam as devidas substituições, mas não serve para celibatários… ao menos não deveria!

Continuar lendo “Assim Como A Água…”
A curva chegou!

A Balada do Violento

CHEGOU A CURVA ONDE EU IA TE PEGAR…

Não viu nada especial nela, mas foi em frente
Casou porque era normal casar
Era um xucro sem respeito… nem pelo próprio matrimônio
Foi pondo filhos no mundo porque a programação da TV era chata quando não estava passando futebol
O tempo foi majorando o incômodo dos tantos percalços que atrapalhavam sua tranquilidade
As crianças, inocentes flagelos, eram motivo de discussões vulcânicas onde o sangue pulsava na garganta
Até que um dia, por um motivo bobo como um copo de cerveja quebrado pela filha mais velha (que nem tinha cinco anos), perdeu as estribeiras e a mulher pulou na frente para impedir que espancasse a criança… e acabou ela própria sendo o saco de pancadas aquela noite.

Continuar lendo “A Balada do Violento”

O Verme dos Dejetos

A COMPLEXIDADE DE UM SIMPLES ANTÔNIMO Quando alguma coisa atinge determinado grau de excelência passa a poder ser denominado de “A Cereja do Bolo”.Este não é um texto fitness e é plausível imaginarmos que na fatia do bolo mais delicioso e com a cobertura mais desejável e perfeita esteja, lá no alto, rutilando em sua vermelhidão translúcida, a cereja mais perfeita e saborosa do século se equilibrando como uma jóia preciosa: cultivada com todo o carinho e recursos possíveis, colhida no momento exato da maturação e posta ali para coroar todo um trabalhoso processo culinário!Ela, a cereja, não precisa fazer nada, … Continuar lendo O Verme dos Dejetos