Maria Luiza Raia & Eduardo Soares

SOLAR DAS PALMEIRAS RIO, ILHA DA GIGÓIA

Bom dia!
Estamos aqui reunidos para celebrar o matrimônio dos jovens Maria Luiza Raia dos Santos Velloso Pinto e Eduardo Soares Dutra do Souto — Malu e Dudu!

Ainda estamos vivendo dias conturbados por conta de um mal microscópico, sendo obrigados a tomar uma série de precauções em prol da saúde e da própria vida, mas num velho livro de capa negra há o relato de que ocorreu uma catástrofe ainda mais mortal que essa e, ao final dela, houve uma promessa que gostaria de comunicar a todos os presentes:

Enquanto a terra durar,
sementeira e sega,
e frio e calor,
e verão e inverno,
e dia e noite,
não cessarão.

(Gênesis 8:22)

Diante disso, queridos ouvintes, podemos ter certeza de que a vida está seguindo em frente após tantos dias de isolamento e, assim como tudo o que está escrito prossegue se sucedendo, da mesma forma ninguém pode parar o amor!

Nesse momento único, vamos lançar rumo ao futuro um sentimento que teve início há aproximadamente oito anos, quando uma jovem cearense ingressou no ensino médio do Colégio Batista Shepard e, na mesma sala de aula, estava um niteroiense simpático do qual, segundo informações que recebi de ambos, ela não conseguia tirar os olhos.

Como em todo bom enredo romântico, parece que os objetivos nunca são alcançados tão rapidamente e até alguns obstáculos que nem existem de fato conseguem atrapalhar: apesar das borboletas estarem voando ferozmente na barriga da Malu, também voavam pela mesma pessoa na barriga de uma de suas companheiras de escola e ela, sendo leal, passou algum tempo apenas se concentrando em seu ballet clássico, pensando que o alvo de seus sentimentos espontâneos iria corresponder aos interesses passionais de sua amiga…

Decerto ela nunca poderia imaginar que seus olhares não passaram despercebidos e, poderosos, já haviam capturado o coração daquele simpático jovem que, por sinal, até trocou de lugar na sala de aula assim que a viu, para poder ficar mais perto da recém-chegada…

Podem ter certeza de que muitos fatores conspiraram para que não estivéssemos aqui, hoje, celebrando esse momento tão repleto de amor — e, por isso, mágico!
Por exemplo? Além do interesse de sua própria amiga por aquele a quem amou à primeira vista, ainda apareceu um amigo dele — ou da onça? — que se meteu a confirmar que ele nutria sentimento recíproco pela outra!

Nesse ponto onde somos obrigados a reconhecer a lealdade da jovem Malu, me permitam inserir uma importante recomendação que pode ser útil não só ao futuro casal, mas a todos que não desejam correr o risco de ser vítimas de confusões como essa: aprendam a reconhecer e expressar seus sentimentos!
Admito que não é uma tarefa fácil, mas tanto é a base sobre a qual foram construídos os relacionamentos mais sólidos e duradouros
quanto a garantia para se alcançar uma paz de consciência sem igual!

Seres humanos, por serem gregários e particularmente na juventude, muitas vezes se deixam levar pelas modas e comportamentos generalizados sem considerar as consequências, porém a partir do momento que aceitamos assumir o compromisso matrimonial, passamos a — como foi dito pelo autor d’O Pequeno Príncipe – ser responsáveis pelo que cativamos!
É claro que não podemos considerar irresponsáveis pessoas que são capazes de cuidar perfeitamente de:
• Juvenal,
• Snow Ball,
• Lindinalva,
• Maria Oswalda,
• Teodora,
• Tico,
• Filo,
• Tina
as oito calopsitas mais queridas da internet, mas se as expectativas das aves são essencialmente satisfeitas através de alimento, carinho e conforto;
um ser humano tem necessidades tremendamente mais complexas do que uma moqueca de peixe ou um brownie!

Me perdoem por voltar a falar naquele velho livro cujo modelo tradicional tem capa negra, mas nele se diz que, ao casar, o que eram duas pessoas se tornam UMA SÓ CARNE, e isso significa uma entrega plena e mútua… equivale a dizer que, numa perspectiva de competição, ganha quem for capaz de fazer o outro mais feliz… e isso não necessariamente implica em quebrar o orçamento, pois muitas vezes os melhores bens materiais não são capazes de competir com a plenitude do acolhimento, dos sentimentos satisfeitos e da segurança, como acontece quando a Malu precisa acordar o Dudu para acompanhá-la fora do quarto na escuridão da noite, ou quando o Dudu, mesmo procrastinando, é incentivado a prosseguir, apoiado e até mesmo cobrado pela Malu!
Na trajetória perfeita do amadurecimento amoroso, o casal deve, juntos, se aprofundar na intimidade a ponto de poder afirmar um ao outro com sinceridade total:
J’ENTEND TON COEUR… EU ESCUTO OS ANSEIOS DO SEU CORAÇÃO!

O verdadeiro amor também exige que sejamos muito mais ser sinceros do que simplesmente querer parecer “bonzinhos” o tempo inteiro…
E sinceridade foi o que não faltou ao senhor Eduardo quando ele resolveu, após várias e várias tentativas, dar um basta naquela situação de amizade que o deixava totalmente frustrado: ele dava sempre um jeito de fazer os trabalhos escolares e tudo o que surgisse junto com ela, mas parecia que a “friend zone” era intransponível… até o dia em que ele concentrou toda sua artilharia e convidou a senhora Malu para uma noite na balada!

A reação dela? Foi a mais surpreendente possível: levou junto a amiga!!

Foi um momento delicado, mas Eduardo Soares Dutra do Souto, que algumas vezes dá voltas antes de solucionar certas situações, não estava para brincadeiras naquela noite: segundo me disse, simplesmente não queria “ficar para titio” e abriu seu coração, jogou sua paixão em cima da mesa e esclareceu quem era o verdadeiro alvo de sua mais completa e pura afeição: Maria Luiza Raia dos Santos Velloso Pinto.

Desde então, apesar de um par de desentendimentos pelo percurso —
que, aliás, só serviram para revestir de ainda maior certeza o que sentem um pelo outro — o amor veio aumentando e se confirmando de tal forma, que hoje estamos aqui para celebrar a oficialização dessa linda…

ALIANÇA!

Eu, Eduardo Soares, aceito você, Maria Luiza Raia,
como minha legítima esposa
e prometo
amar-te e respeitar-te
na alegria e na tristeza,
na saúde e na doença,
na riqueza e na pobreza,
por todos os dias da minha vida.

Eu, Maria Luiza Raia, aceito você, Eduardo Soares,
como meu legítimo esposo
e prometo
amar-te e respeitar-te
na alegria e na tristeza,
na saúde e na doença,
na riqueza e na pobreza,
por todos os dias da minha vida.

Gostaríamos de agradecer a presença de todos e, também daqueles que não puderam estar aqui, especial e saudosamente homenageando:
a senhora Eleonora Raia, que gostaria muito de ver a neta vestida de noiva;
o senhor Genival Serafim dos Santos, que nos deixou esse ano;
e o pequeno Edmundo, que lutou bravamente, mas nesse momento deve estar voando alegre pelo céu dos pássaros.

Convido agora os noivos e duas testemunhas para a assinatura do livro memorial relativo a essa celebração.

Agora teremos um momento importantíssimo, solicitado pelas mães do casal, para que todos os presentes, independente da fé, tenhamos a oportunidade de transmitir nosso bem querer, bons desejos e energias aos noivos.
Por favor fiquem de pé e estendam suas mãos em direção ao casal para que possamos orar o Pai Nosso:

Pai nosso, que estás nos céus,
santificado seja o teu nome;
Venha o teu reino,
seja feita a tua vontade,
assim na terra como no céu;
O pão nosso de cada dia nos dá hoje;
E perdoa-nos as nossas dívidas,
assim como nós perdoamos aos nossos devedores;
E não nos conduzas à tentação;
mas livra-nos do mal;
porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre.
Amém.

(Mateus 6:8-13)

Para encerrarmos com chave de ouro, nada mais especial que permitir aos noivos selar esse novo e importante passo de sua jornada juntos através do ato que praticaram pela primeira vez láááá no “Berço de Noel”, em Vila Isabel: podem se beijar!!!

Que a saúde, a felicidade e a paz os acompanhem hoje e para sempre!
Bom après-midi!
Bon weekend!
Bonne vie!

plugins premium WordPress
>
error: Obrigado pelo interesse, mas esse conteúdo é protegido!
Rolar para cima
Creative Commons License
Except where otherwise noted, GeovaneSou, Eu Mesmo by Geovane Souza is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.