Dois destinos

Uma Definição Para Apostasia (Final)

AS DUAS PORTAS

As empresas eclesiásticas podem até estar lotadas, mas… por qual porta essa multidão entrou?
O raciocínio apresentado ao final da SEGUNDA PARTE se reveste de ainda maior significado quando lemos a passagem onde o próprio Senhor Jesus Cristo cita a existência de duas portas.
Vejamos:

Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e MUITOS SÃO OS QUE ENTRAM por ela;
E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem.
Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores. Por seus frutos os conhecereis.
Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos?

Mateus 7:13–16

É provável que você, assim como eu antigamente, pense que a porta larga seja o caminho seguido pelos ímpios (o “mundo”) e a porta estreita seja a igreja (representada por tantas empresas eclesiásticas diferentes), mas, por favor, preste muita atenção ao seguinte raciocínio:
O ATO DE “ENTRAR POR UMA PORTA” JÁ INDICA A INTENÇÃO DE IR A ALGUM LUGAR!
Isso faz sentido para você?

Então, com base nessa informação, podemos ter a certeza de que não são as pessoas “do mundo” que entram pela porta larga: OS PECADORES NEM TENTAM ENTRAR EM PORTA ALGUMA e estão passando bem longe de qualquer uma das duas portas!

E ENTÃO… A CULPA É DE QUEM?

Isto posto, podemos depreender que quem entra pela porta larga são aqueles com a intenção inicial de buscar Jesus, mas incapazes de assumir a responsabilidade e enfrentar as dificuldades inerentes a esta busca: simplesmente creem que podem fazer de tudo o que lhes der na telha e Deus estará aceitando qualquer tipo de “fogo estranho”…
E não adianta dizer que “as intenções dessas pessoas são puras” ou que “são inocentes por estarem sendo guiados por um pastor incompetente” ou que “Deus recebe qualquer tipo de adoração”: a Bíblia é clara ao expor que a inocência do ser humano não o exime de culpa perante Deus:

Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças como trapo da imundícia; e todos nós murchamos como a folha, e as nossas iniquidades como um vento nos arrebatam.

Isaías 64:6

O fato de uma pessoa estar sendo enganada (levada por caminhos estranhos porque crê na palavra de um falso mestre) não torna a culpa de sua complacência imputável a ninguém mais do que a a si mesma e sua indisposição (não se esforçar) para “receber o amor da verdade”:

De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus.

Romanos 14:12

Ou seja, GRANDE PARTE DA MULTIDÃO QUE ATUALMENTE LOTA AS EMPRESAS ECLESIÁSTICAS ESTÁ DESTINADA A SER ENGANADA se não perceber que tem de entrar o mais rápido possível pela porta estreita, ou seja, buscar logo conhecer a Verdade contida nas Escrituras!
Notem que, logo após a referência às portas, Jesus menciona justamente os lobos devoradores, que são os muitos e atuais falsos profetas… e A BÍBLIA NÃO FOI ESCRITA POR COINCIDÊNCIAS!
Se você, caro leitor, está constatando que seu líder se importa mais com a quantidade do que com a qualidade de seus frutos, tenha muito cuidado: ter um templo cheio de espinhos e abrolhos nunca foi indicador de saúde espiritual, mas, ao contrário, de APOSTASIA!
Pior ainda é quando tais obreiros fraudulentos tentam se tornar inquestionáveis, isolando-se sob doutrinas estapafúrdias como “cobertura espiritual” ou “não toqueis nos ungidos”… nesse caso não podemos fugir a regra de citar apenas o que recomenda o conteúdo bíblico:

Ao HOMEM HEREGE, depois de uma e outra admoestação, EVITA-O, sabendo que esse tal ESTÁ PERVERTIDO, e PECA, estando já EM SI MESMO CONDENADO.

Tito 3:10–11

Se alguém ensina alguma outra doutrina, e SE NÃO CONFORMA COM AS SÃS PALAVRAS DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO, e com a doutrina que é segundo a piedade,
É soberbo, e nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, das quais nascem invejas, porfias, blasfêmias, ruins suspeitas, contendas de homens corruptos de entendimento, e privados da verdade, CUIDANDO QUE A PIEDADE SEJA CAUSA DE GANHO;
APARTA-TE DOS TAIS.

I Timóteo 6:3–5

Mas agora vos escrevi que NÃO VOS ASSOCIEIS COM AQUELE QUE, DIZENDO-SE IRMÃO, for DEVASSO, ou AVARENTO, ou IDÓLATRA, ou MALDIZENTE, ou BEBERRÃO, ou ROUBADOR; COM O TAL NEM AINDA COMAIS.
Porque, que tenho eu em julgar também os que estão de fora?
Não julgais vós os que estão dentro?
Mas Deus julga os que estão de fora.
TIRAI POIS DENTRE VÓS A ESSE INÍQUO.

I Coríntios 5:11–13

Imagino que, tendo lido até aqui, alguns leitores já devam estar muito mais do que chocados, porém é meu dever informar que a tolerância generalizada e o conceito de “amor permissivo” apresentado como base para a existência de algumas igrejas não são o “amor” ao qual a palavra de Deus se refere!
Aliás, as pessoas têm confundido cada vez mais Deus com o tal Papai Noel… e, por favor, esse é um dos piores enganos em que um ser humano pode incorrer!
Dizer “não julgar para não ser julgado” é uma das formas mais covardes e autoindulgentes de distorcer a verdade bíblica!
Veja o que Jesus Cristo diz:

Não julgueis segundo a aparência, mas JULGAI SEGUNDO A RETA JUSTIÇA.

João 7:24

Ora, sendo a “RETA JUSTIÇA” um dos sinônimos para a própria PALAVRA DE DEUS, temos acima uma lição para que não utilizemos parâmetros humanos ou estéticos para julgamento, mas sim o parâmetro apresentado por Deus.
Tal recomendação ampara outro texto importantíssimo:

Portanto, és inescusável quando julgas, ó homem, quem quer que sejas, porque te condenas a ti mesmo naquilo em que julgas a outro; pois tu, que julgas, fazes o mesmo.
E bem SABEMOS QUE O JUÍZO DE DEUS É SEGUNDO A VERDADE sobre os que tais coisas fazem.

Romanos 2:1–2

As regras do jogo estão claras e escritas da mesma forma a quase dois mil anos, porém o ser humano vive inventando novidades para distorcer a verdade e apresentar um evangelho mais “agradável”, mais “popular”… nada além de enganação, psicologismo, humanismo e heresias.
DEUS É AMOR, porém TAMBÉM É JUSTIÇA e, volto a repetir, justiça BASEADA APENAS NO MODELO BÍBLICO… e nunca na avaliação humana (vide Isaías 64:6).

Há uma multidão que parece se recusar a conhecer a genuína fé recomendada por Deus, mas que, paradoxalmente, vive em busca de sinais que fortaleçam suas experiências pessoais, que justifiquem sua “fé” de meia tigela. Pessoas que incansavelmente se dedicam a buscar sinais e prodígios, esquecendo-se de uma importante citação bíblica:

Mas nem todos têm obedecido ao evangelho; pois Isaías diz: Senhor, quem creu na nossa pregação?
DE SORTE QUE A FÉ É PELO OUVIR, E OUVIR PELA PALAVRA DE DEUS.

Romanos 10:16–17

A ÚNICA E VERDADEIRA FONTE DA FÉ

Que impressionante: voltamos a citar a BÍBLIA como BASE EXCLUSIVA DA FÉ!
Note que não servem os trechos fora de contexto — tão comumente utilizados pelos pregadores e escritores da moda — nem as frases de efeito — normalmente embutidas nas populares canções “gospel”.
O poder da fé está no estudo e na compreensão da palavra de Deus: pode não ser tão sonora e nem te agradar tanto, mas É A VERDADE!

Se tal verdade for conhecida e o verdadeiro evangelho divulgado… vai ser o pior período para as empresas eclesiásticas que dependem das grandes multidões para sustentar seus prédios luxuosos e os salários astronômicos que dedicam a alguns líderes “estrelas”.
Quem vai dar audiência a esses tantos programas de TV e rádio baseados em fábulas ao invés de na sólida fundamentação bíblica?
Quem vai consumir essas músicas absurdas?
Isso causaria a falência de toda uma “indústria gospel”, construída ao redor da ignorância, do fanatismo e das superstições de um povo que prefere disfarçar sua estupidez (chamando-a de “amor”) do que se salvar pelo conhecimento da palavra de Deus.

Agora vamos destacar o fato mais curioso de toda esta história: quem vai afundar ainda mais esse povo em seus enganos não vai ser Satanás, mas sim o próprio Deus!
Veja a verdade inquestionável:

E por isso DEUS LHES ENVIARÁ A OPERAÇÃO DO ERRO, para que creiam a mentira;
Para que sejam julgados todos os que não creram a verdade, antes tiveram prazer na iniquidade.

II Tessalonicenses 2:11–12

Ou seja, da próxima vez em que encontrar pessoas estupefatas por conta de dentes mágicos, árvores douradas (ou prateadas), ou impressionadas com as bolas de fogo, os sapateados, as quedas, os “arrebatamentos”…
Só nos resta admitir que tudo isso vem de Deus — e vem mesmo! — o problema é o objetivo: para que creiam a mentira; para que sejam julgados todos os que não creram a verdade, antes tiveram prazer na iniquidade

Este foi o primeiro estudo onde eu fiquei atônito e, sinceramente, preferiria estar errado: era muito mais fácil pensar que 100% dos erros eram operados apenas por Satanás.
Num país onde as pessoas alfabetizadas mal sabem ler e, ainda por cima, detestam a leitura… quantos se salvarão?
Quantos compreenderão a palavra de Deus de forma correta?

Me preocupo com estes que andam fazendo e vivendo à base de grandes sinais e prodígios, pois já sei exatamente as “falas” do diálogo que terão com Deus no dia do juízo:

Muitos me dirão naquele dia:
Senhor, Senhor, não PROFETIZAMOS nós em teu nome? E em teu nome não EXPULSAMOS DEMÔNIOS? e em teu nome não FIZEMOS MUITAS MARAVILHAS?
E então lhes direi abertamente:
NUNCA VOS CONHECI; APARTAI-VOS DE MIM, VÓS QUE PRATICAIS A INIQUIDADE.

Mateus 7:22–23

Então, meus queridos, concluo este estudo recomendando que se preocupem mais em conhecer a verdade, em discernir os enganos plantados… em buscar a salvação mediante o conhecimento da verdade e a conseqüente santificação.
Apostasia não significa que o templo ficará vazio de pessoas, mas sim vazio do verdadeiro Espírito Santo de Deus… vazio de cristãos genuínos e conhecedores da verdade, dispostos a lutar pela veracidade da palavra e seguir suas ordens:

Conjuro-te, pois, diante de Deus, e do Senhor Jesus Cristo, que há de julgar os vivos e os mortos, na sua vinda e no seu reino, que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina.
Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências;
E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas.
Mas tu, SÊ SÓBRIO em tudo, SOFRE AS AFLIÇÕES, FAZE A OBRA DE UM EVANGELISTA, cumpre o teu ministério.

II Timóteo 4:1–5

Que o Senhor Deus nos abençoe, proteja, guie e, principalmente, aumente nossa fé nestes que se mostram (mediante o cumprimento das profecias) como os últimos dias.


SIM, ADQUIRI UM NOVO DOMÍNIO E ESTOU TRANSPONDO MEUS TEXTOS PARA CÁ, ALÉM DE TER A PRETENSÃO DE PUBLICAR NOVIDADES, MAS, PARA ISSO, PRECISO DE RECURSOS: SE NÃO PUDER DOAR PELOS LINKS DA COLUNA LATERAL, PELO MENOS, POR FAVOR, VÁ UM POUCO MAIS ABAIXO PARA SEGUIR ESTA PÁGINA E CURTIR ESSA POSTAGEM.
SE POSSÍVEL, COMPARTILHE!

AH! TAMBÉM VOU AGRADECER MUITO AOS QUE DENUNCIAREM QUEM PLAGIOU MINHAS PUBLICAÇÕES NO TEMPO EM QUE ESTIVE AUSENTE.

MUITO OBRIGADO E QUE O SENHOR DEUS NOS ABENÇOE!

QUEM FALA O QUE QUER...