Mal desde o princípio

A Bíblia Desmente Suas Afirmações…

DOUTRINAS VERMELHAS NASCERAM NO ÉDEN

As doutrinas vermelhas – socialismo e comunismo – são pouca coisa mais novas que o ser humano, nasceram pelo desejo de direitos iguais e, cheias de aparentes boas intenções, são filhas do próprio diabo!

No segundo capítulo falei brevemente sobre o modelo bíblico para a prática de boas ações e em alguns males decorrentes de sua institucionalização e, sem dúvida, boa parte dos que são seduzidos pela feitiçaria vermelha (ao menos inicialmente) está repleta de boas intenções e planos grandiosos para tornar o mundo um local de acordo com sua visão do poderia ser bom… nem que para promover o bem tenham de ser impostas leis absurdas formuladas por governos ditatoriais!

Alguns exemplos dessas “boas intenções” podem ser encontrados na sanha de impor leis relacionadas ao que as pessoas consomem ou deixam de consumir: já tive oportunidade de escrever um artigo — a primeira parte de Cronologia— onde, sempre com base bíblica, esvazio o falatório dos céticos quanto a alimentação geral na Arca de Noé, apresento a irrelevância do vegetarianismo na perspectiva divina. e, de quebra, destruo o argumento de “abrir as janelas dos céus” usado por alguns pregadores estelionatários.
Na leitura da Bíblia, quando se aprende a buscar o verdadeiro sujeito a quem o texto é direcionado, além das questões culturais e costumes da época, você pode acabar tendo uma compreensão absolutamente diversa de episódios historicamente mal interpretados ou, pior ainda, desapercebidos.
Porém, mesmo na simplicidade de um leigo. observar os fatos sob uma perspectiva cronológica correta já é suficiente para dar um entendimento que muitos “doutores da lei” — cães gulosos e coçadores de comichões profissionais — se recusam a reconhecer, quanto mais a propagar…
Por exemplo: vocês sabem qual foi a PRIMEIRA PROIBIÇÃO de toda a história?

CITAR A NATUREZA NÃO JUSTIFICA FALÁCIAS PÚTRIDAS

¹⁶ E ordenou o Senhor Deus ao homem, dizendo: De toda a árvore do jardim comerás livremente,
¹⁷ Mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás.

Gênesis 2

Isso mesmo: quer coisa mais natural que o fruto de uma árvore?!?
Hoje nos deparamos com cretinos que sustentam algumas depravações afirmando ser livre o consumo de tudo o que é natural. pois “é criação de Deus”!
Provavelmente o primeiro item a aparecer em sua memória foi a maldita e controversa maconha, mas também são naturais o tabaco, muitos tipos de álcool, a cicuta, a beladona… enfim, nem tudo o que vem da natureza pode ser consumido com essa despreocupação apatetada.
Esse foi, inclusive, um dos argumentos usados pela própria serpente, no Éden, para convencer Eva a ingerir um dos dois frutos proibidos pelo Senhor Deus.
O outro motivo dado foi, sem sombra de dúvida

A PRIMEIRA AÇÃO SOCIALISTA DA HISTÓRIA

¹ Ora, a serpente era mais astuta que todas as alimárias do campo que o Senhor Deus tinha feito. E esta disse à mulher:
É assim que Deus disse: Não comereis de toda a árvore do jardim?
² E disse a mulher à serpente:
Do fruto das árvores do jardim comeremos,
³ Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus:
Não comereis dele, nem nele tocareis para que não morrais.
Então a serpente disse à mulher:
Certamente não morrereis.
Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal.

Gênesis 3

Que safadas malditas essas duas!
Para efeito didático apenas, me permitam realizar uma “atualização” nas palavras da serpente para Eva, a partir do verso 4:
Eva, sua tonta, esse Deus é um mentiroso elitista que não suporta ver pobre andando de avião correr o risco de que outros tenham as mesmas coisas que Ele: é certo que você não vai morrer!
Vai, come logo esse fruto e vamos lacrar promover a igualdade, pois todos temos os mesmos direitos… a tudo!

Já me deparei com sabichões alegando ter ela sido vitoriosa por não haver caído morta instantaneamente, mas esse é o tipo de raciocínio das pessoas que, mesmo se estivessem diante do Senhor Deus, iriam se achar mais espertas: se ela não tivesse comido… NUNCA cairia morta! Nem ela, nem seus descendentes — que, por sinal, somos nós — teríamos conhecimento do pecado ou da morte!
Eva, feminista empoderada cheia de atitude, provavelmente conseguiu, por via oral, prejudicar algo que a ciência só foi descobrir em 1869 e vem cautelosamente estudando até hoje: o DNA da humanidade!
Esperteza demais às vezes atrapalha…

Outra mania horrorosa de uma parte dos manifestantes vermelhos é querer ficar pelado por onde esteja passando e já escutei coisas como “o corpo é puro”, “a nudez é uma expressão de revolta”… vamos ver como foi lá no início de tudo?

E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento;
tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela.
Então foram abertos os olhos de ambos, e conheceram que estavam nus;
e coseram folhas de figueira, e fizeram para si aventais.

Gênesis 3

A coisa foi tanto instantânea quanto definitiva: acabou a inocência!
O mais legal que isso nem mesmo foi uma imposição social, mas foi algo sincero e espontâneo, de dentro para fora.
Já já volto a falar sobre isso.

Para encerrar o assunto, após ter posto a serpente para rastejar e estabelecido as durezas cotidianas da vida humana (nos versos de 11 a 20: deixa de preguiça e arruma uma Bíblia para ler!), vamos encontrar uma passagem bastante esclarecedora sobre o protocolo divino:

²¹ E fez o Senhor Deus a Adão e à sua mulher túnicas de peles, e os vestiu.
²² Então disse o Senhor Deus:
Eis que o homem é como um de nós, sabendo o bem e o mal;
ora, para que não estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente,
²³ O Senhor Deus, pois, o lançou fora do jardim do Éden, para lavrar a terra de que fora tomado.
²⁴ E havendo lançado fora o homem, pôs querubins ao oriente do jardim do Éden, e uma espada inflamada que andava ao redor, para guardar o caminho da árvore da vida.

Gênesis 3

Não vou me ater explicando que a razão do “nós” (que aparece no verso 23) foi uma consequência da existência da Trindade, mas quero apenas destacar duas referências que destroem mais alguns argumentos da militância progressista: no verso 21 Ele próprio mata algum bicho — não para comer, mas apenas para arrumar umas túnicas de pele — e no verso 24 ele põe querubins MAIS uma “espada inflamada” autolocomotora para acabar com qualquer esperança de alguém acessar a fonte da imortalidade!
Nem flores, nem livros no lugar de armas… muito menos um coral cantando “Imagine”: ao contrário das ideias de extrema proteção aos animais dos veganos, o Senhor Deus não têm muitos problemas ao lidar com

CARNE E SANGUE

¹ E conheceu Adão a Eva, sua mulher, e ela concebeu e deu à luz a Caim, e disse:
Alcancei do Senhor um homem.
² E deu à luz mais a seu irmão Abel; e Abel foi pastor de ovelhas, e Caim foi lavrador da terra.
³ E aconteceu ao cabo de dias que Caim trouxe do fruto da terra uma oferta ao Senhor.
E Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas, e da sua gordura;
e atentou o Senhor para Abel e para a sua oferta.
Mas para Caim e para a sua oferta não atentou.
E irou-se Caim fortemente, e descaiu-lhe o semblante.

Gênesis 4

Novamente vou contemporizar a passagem, mas a ideia é bastante simples: Caim chegou cheio das ideias vegetarianas, mas Deus gostou mesmo foi das ofertas proteicas de Abel — e tenham em mente que nessa época ninguém comia carne ainda! — e isso deixou o primogênito absolutamente transtornado!

E o Senhor disse a Caim:
Por que te iraste? E por que descaiu o teu semblante?
Se bem fizeres, não é certo que serás aceito?
E se não fizeres bem, o pecado jaz à porta, e sobre ti será o seu desejo, mas sobre ele deves dominar.
E falou Caim com o seu irmão Abel; e sucedeu que, estando eles no campo, se levantou Caim contra o seu irmão Abel, e o matou.

Ora se isso não nos remete ao comportamento de alguns que chegam ao extremo de não consumir nem mesmo leite ou ovos por, entre outras razões, “amor e respeito pela vida”, mas que estão unidos aos abortistas em suas manifestações e, mais recentemente, até celebraram um atentado a faca contra um dos candidatos à presidência do Brasil…
Aliás, um comportamento relativamente comum entre esse tipo de manifestantes é “protestar” arrancando as roupas e expondo sua nudez diante de qualquer um que esteja nas proximidades… e agora retomo o “fim da inocência” ao qual prometi retornar, pois o argumento de que essa prática obscena seria algo natural foi extinto no exato momento em que Eva ingeriu o fruto proibido. 
Uns seis mil anos depois, não vai ser sua rebeldia o elemento capaz de consertar tudo… Não tem volta!

A mesma desculpa de “acontece na natureza” tem sido usada na tentativa de justificar quaisquer práticas em desacordo com os preceitos judaico-cristãos tradicionais… e não estou me referindo apenas ao homossexualismo, mas a práticas ainda mais obscenas e bestiais como pedofilia, incesto e zoofilia.
Não vou perder meu tempo apresentando o que tem sido dito em defesa dessas bestialidades, mas vou apenas citar o conceito de Deus para o ser humano:

²⁷ E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.
²⁸ E Deus os abençoou, e Deus lhes disse:
Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a;
e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra.
(…)
¹ Ó Senhor, Senhor nosso, quão admirável é o teu nome em toda a terra, pois puseste a tua glória sobre os céus!
² Tu ordenaste força da boca das crianças e dos que mamam, por causa dos teus inimigos, para fazer calar ao inimigo e ao vingador.
³ Quando vejo os teus céus, obra dos teus dedos, a lua e as estrelas que preparaste;
Que é o homem mortal para que te lembres dele? e o filho do homem, para que o visites?
Pois pouco menor o fizeste do que os anjos, e de glória e de honra o coroaste.
Fazes com que ele tenha domínio sobre as obras das tuas mãos; tudo puseste debaixo de seus pés:
Todas as ovelhas e bois, assim como os animais do campo,
As aves dos céus, e os peixes do mar, e tudo o que passa pelas veredas dos mares.
Ó Senhor, Senhor nosso, quão admirável é o teu nome sobre toda a terra!

Gênesis 1 e Salmos 8

Enfim, o ser humano NÃO É reles animal para se comportar como um bicho NEM uma pequena divindade com autoridade para questionar o Senhor Deus: é uma criatura única em torno da qual giram todos os eventos, do início registrado ao final profetizado… tudo isso inteiramente para a honra e a glória d’Ele!

Não estou qualificado a responder além do que está escrito e, na verdade, nunca disse ser nada além do que um incompetente e obediente pecador resgatado: me esforço para compreender a Palavra e, admito, às vezes até falho: vivo precisando de perdão e graça!
Mas!!!
Há pequenas e tão óbvias passagens que tratam de coisas tão importantes, definem claramente o comportamento de quem é servo, repudiam as aberrações… são coisas de uma simplicidade tão absurda e, ao mesmo tempo, incompreensíveis para tantos.
Coisas que só os que recebem o “aditivo” podem entender e, além disso, obedecer.

Vou encerrar este terceiro capítulo evidenciando que o contrário da obediência é a rebeldia e é exatamente sobre

REBELIÃO

que venho tratando desde o início dessa série… especialmente as práticas dos que caíram escravos e defensores das ideologias vermelhas: tudo o que dizem promover, até mesmo as coisas “boas”, não passam de afronta ao próprio Deus ou armadilhas para a perpetuação dessas doutrinas de demônios.
Sim!
Muitos podem não estar se dando conta do quão sérias são as implicações das manifestações que realizam em prol das causas que defendem, mas é certo que também há os que estão muito bem esclarecidos de cada minúcia, de cada passo que está sendo dado e, principalmente, das consequências nefastas de seus projetos… e são males que transcendem efeitos materiais e, aproveitando que aqui falei sobre a particular preferência “carnívora” de Deus, segue uma passagem reveladora:

A comunista e mentirosa contumaz Manuela d'Ávila usa camisa incentivando a Rebelião
PARECE EVA, MAS TEM VENENO DE SERPENTE!

²² Tem porventura o Senhor tanto prazer em holocaustos e sacrifícios, como em que se obedeça à palavra do Senhor?
Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar;
e o atender melhor é do que a gordura de carneiros.
²³ Porque a rebelião é como o pecado de feitiçaria, e o porfiar é como iniquidade e idolatria.
Porquanto tu rejeitaste a palavra do Senhor, ele também te rejeitou a ti, para que não sejas rei.

1 Samuel 15

Quanto mais escrevo, mais o assunto se esclarece para alguns — ou, dependendo do referencial, se complica para outros — e todo esse clima pesado, essas acusações de “ódio e violência” sendo realizadas por quem mais promove o ódio e a violência, essa imoralidade prestes a ser promovida em forma de lei… tudo isso não é por acaso!

Estamos lidando, apesar de corrermos o risco de ser confundidos por 90% de “gado”, com feiticeiros.

Gente seriamente maligna e em rebelião aberta e afrontosa contra o próprio Criador, contra Seu Filho, contra a Palavra revelada e contra qualquer um que se opuser a seus avanços: gente que não vacila e nem se intimida em usar o volume obsceno de dinheiro obtido por meio da corrupção para manipular leis, aparelhar instituições, matar opositores, fraudar onde for possível…
Será que vocês não entendem o peso do que estou tentando dizer?
Vou tentar reformular:
Não estamos lidando com pessoas SEM MORAL (valor neutro)… estamos lidando com pessoas INIMIGAS DA MORAL (valor negativo), gente tão malévola que vai, propositalmente e sem provocação, fazer de tudo, até além do necessário, para que o mal — ou, como preferem chamar, o “progresso” (após o significado da palavra ter sido imoralmente deturpado) — se estabeleça.
A gritante possibilidade de fraude nas urnas deve ser apenas mais um dentre tantos artifícios adquiridos visando a perpetuação vermelha no poder… provavelmente há coisas não imaginadas e muito piores a ser acionadas.


Estamos verdadeiramente lidando com forças das trevas e muita gente pensa que isso é só coisa de filmes com efeitos especiais enquanto pessoas, especialmente crianças, somem, rituais são realizados, feitiçaria, bruxaria, invocação de demônios…
Não vou falar de nada disso no próximo capítulo.

Achei que seria fácil escrever sobre esse tema por estar me baseando em uma postagem que fiz em 2015…


CLIQUE AQUI PARA LER A QUARTA PARTE.

QUEM FALA O QUE QUER...