A Bíblia Nega A “Evolução” Do Ser Humano

GRAMSCI E O SEQUESTRO DA EDUCAÇÃO

A crença de que “jovem tem uma sabedoria superior inata” fez duas gerações reféns de satânicas doutrinas vermelhas das escolas e igrejas aparelhadas… e agora as víboras não querem mais sair de seus covis!
Enfrentamos a maior crise moral da sociedade desde os tempos de Sodoma e Gomorra, onde vemos frequentes tentativas de perpetuação no poder através de mentiras e impressionantes demonstrações de ódio pelo bem, tudo aceito e embalado pelo discurso politicamente correto.

Ué? Mesmo após as eleições você vai continuar a escrever?!?
Sim, pois nunca estive aqui apenas para angariar votos (mesmo tendo sido elemento de esclarecimento e consolidação para alguns) nem apenas expor a malignidade da esquerda (coisa na qual eles próprios têm se superado a cada dia): estou aqui para falar do incompreendido e, justamente por isso, conturbado relacionamento entre o Senhor Deus e sua criatura mais complexa, o ser humano.

Relembrando que o “aditivo” — mencionado no primeiro capítulo— tanto permite aqueles que o recebem compreender as Escrituras quanto a reconhecer suas limitações: há coisas às quais o Criador não nos deu acesso e haverão de ser conhecidas apenas nos pós-créditos como, por exemplo, a razão da existência do pecado, pois todo o mal do mundo só passou a existir após sua “inauguração”, a saber, no primeiro ato comunista de toda a história humana, descrito no capítulo anterior!
Expulsos do Éden, a expansão demográfica foi ocorrendo e isso implicou no surgimento de vários e distintos povos que ou desconheciam ou optavam por, abertamente, servir a outros deuses.

Havia, é claro, um povo escolhido e protegido por Deus, mas isso não evitava que o pecado, incrustado em seu DNA desde o pecado original, fizesse suas aparições até entre esses privilegiados: no esforço para que alguma pureza fosse perpetuada, foram implementados minuciosos rituais e pesadas leis.
Para a ira de quem defende minorias, dívidas históricas e legados culturais, vejam alguns dos procedimentos recomendados em relação a outros povos:

¹ Quando o Senhor teu Deus te houver introduzido na terra, à qual vais para a possuir, e tiver lançado fora muitas nações de diante de ti, os heteus, e os girgaseus, e os amorreus, e os cananeus, e os perizeus, e os heveus, e os jebuseus, sete nações mais numerosas e mais poderosas do que tu;Comun
² E o Senhor teu Deus as tiver dado diante de ti, para as ferir, totalmente as destruirás;
não farás com elas aliança, nem terás piedade delas;
³ Nem te aparentarás com elas;
não darás tuas filhas a seus filhos, e não tomarás suas filhas para teus filhos;
Pois fariam desviar teus filhos de mim, para que servissem a outros deuses;
e a ira do Senhor se acenderia contra vós, e depressa vos consumiria.
Porém assim lhes fareis:
Derrubareis os seus altares, quebrareis as suas estátuas; e cortareis os seus bosques, e queimareis a fogo as suas imagens de escultura.

Deuteronômio 7

Linha dura: sem aliança, sem acordo, sem miscigenação nem preservação cultural… especialmente no aspecto religioso.
Achou exagerado?
Pois nem assim funcionou!
O povo continuou se envolvendo, se contaminando… e pouco depois vamos encontrar um exemplo de ordem ainda mais radical, vejam:

² Assim diz o Senhor dos Exércitos:
Eu me recordei do que fez Amaleque a Israel;
como se lhe opôs no caminho, quando subia do Egito.
³ Vai, pois, agora e fere a Amaleque;
e destrói totalmente a tudo o que tiver, e não lhe perdoes;
porém matarás desde o homem até à mulher, desde os meninos até aos de peito, desde os bois até às ovelhas, e desde os camelos até aos jumentos.

Samuel 15

Há mistérios de vida e morte que só o Criador pode explicar e pelos quais não evita ser completamente responsabilizado, porém não estou aqui para fazer um estudo minucioso sobre tais procedimentos e nem especular seu período de vigência… só sei dizer que essa prática acabou!
Especialmente na parte bíblica conhecida como “Novo Testamento” houveram crescimento e miscigenação tão grandes que se esse modelo fosse perpetuado… sobraria pouca gente pra contar a história já desde aquela época: enquanto os judeus assumiram o papel do filho pródigo, Cristo chegou para enxertar os ramos na oliveira, ajuntar animais do campo e dos bosques às ovelhas e, ao se tornar o primogênito dentre os mortos, dar o prefixo para que o pecado e suas consequências sejam definitivamente expurgados da criação mediante Seu retorno.

Ao contrário do que afirmam os demoníacos manipuladores de esquerda, o Senhor Jesus Cristo não veio para acoitar os pecados de ninguém.
À mulher adúltera, após livrá-la do apedrejamento, disse:
“Vai-te, e não peques mais. Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida.”
Antes disso, em pleno sábado (sagrado para os judeus), após curar um homem que esteve doente por 38 anos, também ensinou:
“Eis que já estás são; não peques mais, para que não te suceda alguma coisa pior.”
Essa cura foi atrelada a uma condicional que ninguém gosta de respeitar: mesmo após um milagre, o retorno ao comportamento pecaminoso pode acarretar em ALGO PIOR… o que quer que seja…
O Senhor Jesus também não saiu desesperado para oferecer novas oportunidades ou caminhos alternativos ao jovem que não topou obedecer às condições apresentadas por Ele… e olha que era só se desfazer das riquezas…
(fico imaginando se fosse algum desses atuais que se entrega ao consumo de entorpecentes ou alega ter orgulho de suas abjetas obscenidades sexuais…)
Enfim, Cristo foi bem claro e, para evitar confusão, vou transcrever o texto bíblico:

²³ E dizia a todos:
Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me.

(…)
³⁴ Não cuideis que vim trazer a paz à terra;
não vim trazer paz, mas espada;
³⁵ Porque eu vim pôr em dissensão o homem contra seu pai, e a filha contra sua mãe, e a nora contra sua sogra;
³⁶ E assim os inimigos do homem serão os seus familiares.
³⁷ Quem ama o pai ou a mãe mais do que a mim não é digno de mim;
e quem ama o filho ou a filha mais do que a mim não é digno de mim.
³⁸ E quem não toma a sua cruz, e não segue após mim, não é digno de mim.

Lucas 9 e Mateus 10

OS INIMIGOS DO HOMEM

E então, após esse relativamente longo (mas deveras necessário) prólogo, chegamos ao que podemos considerar como o início desse quarto capítulo, que tem tudo a ver com alguns confrontos familiares ocorridos durante a disputa eleitoral.
Os mais famosos — Alexandre Frota, Kéfera Buchmann, Wilson Witzel… — foram até expostos pela imprensa, mas o número de conflitos foi alarmante e, pior que isso, a intensidade do ódio por parte de quem alega pregar o amor e a democracia é inversamente proporcional à qualidade e à veracidade dos argumentos apresentados: vimos jovens vivendo numa bolha de ilusão dispostos até mesmo a matar pela preservação de sua “liberdade”.

Particularmente fui forçado a testemunhar um círculo vicioso de mentiras alarmantes sendo difundido por jovens em idade escolar: coisas sobre o terror de uma ditadura que não viveram, ameaças que não foram proferidas, medidas que sequer foram tomadas… foi como se estivessem drogados (ou possessos) e verdadeiramente crendo em toda a baboseira que lhes era lançada, mesmo que tais informações não tivessem fundamento ou, pior ainda, fossem claramente criações malignas e mentirosas.

Pior ainda foi aturar o “eu não avisei” e o “já começou” quando seus próprios companheiros vermelhos começaram a emular todo o tipo de ataques de falsa bandeira ou se aproveitar para manipular quaisquer notícias para imputar culpa ao único candidato que se opôs às ideologias vermelhas.
Vou citar o exemplo de um mestre de capoeira que assumiu um comportamento claramente homofóbico e opressor até que seu alvo, sem saber lidar com as ofensas, promoveu sua morte. Vejam o vídeo com o depoimento do assassino:

A imprensa e esses militantes infernais continuam apregoando o vínculo desse crime a uma suposta influência da política conservadora, enquanto solenemente ocultam e ignoram a morte de um eleitor de direita após ter sido espancado pelos insanamente violentos militantes vermelhos.

Enfim, a grosso modo, a raiz dessa tendência por defender o mal e a mentira começa quando os pais, trabalhadores esforçados, confiaram o desenvolvimento intelectual de seus filhos às instituições educacionais cujo foco, por orientação política, deixou de ser a estrita preparação técnica profissional e passou a querer não apenas influenciar, mas controlar o fluxo de raciocínio da juventude através de manobras sociais, psicológicas e, infelizmente, até por práticas esotéricas.

ACUSE-OS DO QUE VOCÊ É! OCULTE-SE NA TURBA!

Que razão há para que o conteúdo de qualquer aula necessite ser revestido de sigilo senão pela doutrinação indesejada pelos responsáveis?
Seja ela política, religiosa, ideológica, sexual… qualquer tipo de doutrinação deve ser primordialmente construída pelos pais e pelos responsáveis do aluno!
Se o que ocorre em uma sala de aula não pode ser acessado a qualquer momento, por qualquer pessoa… então aquilo simplesmente não pode ser considerado como conteúdo pertinente para uma aula, especialmente para crianças e jovens que ainda não sabem distinguir plenamente o que é sugestão, informação ou ordem!

Confesso que, por breves momentos, fiquei alegre por escutar que esta eleição aponta o fim do PT e do comunismo no Brasil, mas logo a realidade veio me buscar e, pensando nas duas passagens bíblicas que usei na abertura desse capítulo, cheguei a conclusão que nada vai mudar se não destruirmos o atual modelo de ensino, pois as escolas e universidades estão sendo utilizados para perpetuar todo o tipo de prática perniciosa vermelha… e sem distinção entre pobres ou ricos, brancos ou pretos: basta ingressar no corpo discente para ser submetido ao bombardeio doutrinador.

Manipulando mentes e infiltrando ativistas comunistas nos meios jornalísticos, na mídia, na religião, na política e nos meios educacionais, a doutrina Gramscista cria uma homogenia social, dá forma a ilusão e edifica a crença de que uma grande mentira contada mil vezes, passa a ser verdade.

No Brasil, os seguidores de Gramsci reescreveram a História e a recontaram de forma vulgar, contraditória e mentirosa, sempre no intuito de iludir e de dominar as grandes massas, fazendo o povo pensar que o comunismo e os comunistas sempre estiveram do lado do povo, lutando pelo povo e que por causa desta luta, sempre foram perseguidos, torturados e condenados ao sofrimento, bem como ao exílio de suas liberdades.
Fazem acreditar, “aos poucos que ainda se encontram indecisos”, que a grande maioria do povo os apoia, pois sempre estiveram ao lados dos pobres e dos trabalhadores, lutando pelos seus direitos e pelos seus ideais.

A Verdade Que A Mídia Não Mostra

Uma professora por quem já tive muita consideração — antes de identificá-la como praticante Wicca e aguerrida defensora vermelha — se manifestou de forma arrogante, questionando o que poderia ser implementado para substituir o “excelente” modelo que é o Gramscismo.
Ora, é só RETORNAR às práticas de ensino focado na preparação profissional, com direito à Matemática, Química, Português, Educação Moral e Cívica, Organização Social e Política Brasileira… entre outras: tudo bem quadradinho e objetivo!

A questão é que enquanto não for promovida a transparência educacional e acadêmica, as instituições de ensino permanecerão sendo o perfeito ninho onde as serpentes vermelhas inocularão seus ovos nas mentes da juventude e perpetuarão suas ideologias pelas gerações vindouras.

A LADAINHA DOS ANALFABETOS ÚTEIS

Logo após o encerramento do primeiro turno eleitoral já começamos a ter mostras do abissal nível de estupidez dos partidários vermelhos quando inventaram um dos motes mais ridículos que já pude ver:
Se fere minha essência, então serei resistência

Qualquer cristão, primeiramente, deve ter plena consciência de sua essência e Salmos 51:5 registra que em iniquidade fomos, seres humanos, formados e em pecado nos conceberam nossas mães; Gênesis 8:21 diz que a imaginação do coração do homem é má desde a sua meninice e Provérbios 22:15 esclarece que a estultícia está ligada ao coração da criança, mas a vara da correção a afugentará dela.
Entre tantas possíveis referências, fica evidente que a essência humana não presta e precisa, sim, ser esculpida, adestrada… contida e, sobre isso, temos:

Porque o Senhor corrige o que ama,
E açoita a qualquer que recebe por filho.
Se suportais a correção, Deus vos trata como filhos;
porque, que filho há a quem o pai não corrija?
Mas, se estais sem disciplina, da qual todos são feitos participantes, sois então bastardos, e não filhos.

Hebreus 12

Peço perdão antecipadamente pelas palavras que utilizarei a seguir, mas são necessárias para que possa alcançar uma definição perfeita e sob uma perspectiva estritamente bíblica e, especialmente, cristã:
Todo espírito seboso que pensa estar sendo revolucionário e genial por se associar a essa modinha… está apenas dando um atestado de que, além de medíocre — por não respeitar a democracia e, ainda por cima, querer ver o mal da nação apenas para provar que tem razão — não passa de um grandessíssimo bastardo ou, sem rodeios, filho da pu7@ pronto para eleger qualquer diabo mentiroso e ladrão que apareça exalando fedor de foice, martelo e enxofre.

CURIOSIDADE

Deixei algumas reflexões para o encerramento, pois há coisas onde mesmo os conhecimentos atestadamente científicos acabam entrando em confronto com os registros bíblicos e eu sou um dos que vai ficar aguardando ansioso para elucidar questões como:

¹³ Das aves, estas abominareis; não se comerão, serão abominação: a águia, e o quebrantosso, e o xofrango, (…) ¹⁹ E a cegonha, a garça segundo a sua espécie, e a poupa, e o morcego.

Levítico 11

A ciência diz que é mamífero, a Bíblia diz que é ave…
O Criador inventou toda a criação segundo Seu próprio padrão e entendimento, mas aí os cientistas apareceram para impor um padrão de classificação arbitrário e, de repente, passaram a saber mais sobre as criaturas do que Ele?
Passei anos crendo na ciência, mas mal posso esperar para saber o que explicara o Proprietário Criador e, enfim… não há em lugar algum da Bíblia a promessa de que a humanidade vai se tornar melhor conforme avançarmos no tempo, pelo contrário:

E Deus não fará justiça aos seus escolhidos, que clamam a ele de dia e de noite, ainda que tardio para com eles?
Digo-vos que depressa lhes fará justiça.
Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra?

Lucas 18

Assim que puder volto a escrever

QUEM FALA O QUE QUER...